por
The Saker
 
A senior Russian diplomat confirms: “Russia is preparing for war” – is anybody listening?
Novembro 02, 2018 Information Clearing House” – Andrei Belousov, Vice-Director do Departamento de Não Proliferação e Controlo de Armas do Ministério de Relações Exteriores da Rússia, fez recentemente uma declaração importante que citarei na íntegra e, em seguida, forneço uma tradução.
Original Russian text: “Тут недавно на заседании Соединенные Штаты заявили, что Россия готовится к войне. Да, Россия готовится к войне, я это подтверждаю. Да, мы готовимся защищать нашу родину, нашу территориальную целостность, наши принципы, наших людей. Мы готовимся к такой войне. Но у нас есть серьезные отличия от Соединенных Штатов Америки. И в лингвистическом плане это отличие заключается всего в одном слове, что в русском языке, что в английском языке: Российская Федерация готовится к войне, а Соединенные Штаты Америки готовят войну
Tradução: “Recentemente, numa reunião, os Estados Unidos afirmaram que a Rússia está a preparar-se paraa guerra. Sim, a Rússia está a preparar-se para a guerra, posso confirmá-lo. Sim, estamos a prepararmo-nos para defender a nossa pátria, a nossa integridade territorial, os nossos princípios, os nossos valores, o nosso povo. Estamos a preparar-nos para essa guerra. Mas há uma grande diferença entre nós e os Estados Unidos. Linguisticamente, essa diferença é apenas uma palavra, tanto em russo como em inglês: a Rússia está a preparar-se para a guerra enquanto os Estados Unidos estão a preparar uma guerra ”(salientado por nós).
 
Estamos tão acostumados a que os diplomatas e políticos ocidentais digam, mais ou menos, toda e qualquer coisa (como diz a anedota: quando é que sabe que um político está a mentir? Quando os seus lábios se movem) que muitos de nós deixamos de prestar atenção ao que está a ser dito. Se amanhã Trump ou algum “congressista” for à TV nacional e declarar: “leiam os meus lábios – acima é abaixo, seco é molhado e sim é não” – a maioria de nós simplesmente irá ignorá-lo. A verdade é que estar exposto a esse fluxo constante de declarações vazias, bombásticas e sempre desonestas faz com que a maioria de nós fique imune às advertências verbais, mesmo quando são pronunciadas
por figuras políticas não ocidentais.
 
Portanto, é crucial perceber plenamente que os oficiais e os diplomatas russos medem com cuidado cada palavra que dizem e que, quando repetem várias vezes que a Rússia está pronta para a guerra, eles querem, de facto e verdadeiramente, significar isso mesmo!
Ler a restante tradução em brasileiro em

http://noticia-final.blogspot.com/2018/11/um-alto-diplomata-russo-confirmou.html