DEMÊNCIA POLÍTICA: A POUCOS DIAS DE CESSAR FUNÇÕES, A “DETERMINAÇÃO DA OPERAÇÃO ATLÂNTICO” DO PRESIDENTE OBAMA, CONTRA A RÚSSIA: OS ESTADOS UNIDOS ENVIAM 3.600 TANQUES CONTRA A RÚSSIA – A INSTALAÇÃO MACIÇA DA NATO/OTAN EM CURSO

DEMÊNCIA POLÍTICA: A POUCOS DIAS DE CESSAR FUNÇÕES, A “DETERMINAÇÃO DA OPERAÇÃO ATLÂNTICO” DO PRESIDENTE OBAMA, CONTRA A RÚSSIA: OS ESTADOS UNIDOS ENVIAM 3.600 TANQUES CONTRA A RÚSSIA – A INSTALAÇÃO MACIÇA DA NATO/OTAN EM CURSO

Nota Introdutória de Michel Chossudovsky

por Donbass International News Agency e pelo Prof Michel Chossudovsky

Global Research, 05 de Janeiro de 2017

Encruzilhadas perigosas: Obama tem intenção de realizar uma operação militar na fronteira da Rússia antes de terminar o seu mandato presidencial?

Essa ofensiva militar poderia criar um facto consumado.

Será que essas instalações de tanques e tropas dos EUA fazem parte da “acção de retribuição” de Obama contra a Rússia, em resposta ao suposto acto de pirataria informática de Moscovo nas eleições norte-americanas, que, segundo o Director dos Serviços Secretos, James Clapper, constituem uma “Ameaça Existencial” para a Segurança dos Estados Unidos?

Como recordamos, em 29 de Dezembro, Obama “ordenou uma série de medidas de retaliação contra a Rússia”.

Será um procedimento “acelerado” por parte do Presidente cessante, com o apoio dos Serviços dos EUA, para criar o caos antes do início da administração Trump, em 20 de Janeiro?

De acordo com o Serviço da Agência de Notícias Internacional Donbass, “Deve estar concluída uma implantação militar maciça dos EUA,  em 20 de Janeiro.”

Prevalece a Demência Política.

E a insanidade poderia potencialmente desencadear a Terceira Guerra Mundial.

Entretanto, nada referente a este assunto é notícia de primeira página. A comunicação mediática principal não está a relatar esta matéria.

A seguir está a reportagem da Donbass International News Agency.

Michel Chossudovsky, Global Research, 5 de Janeiro de 2017

*       *       *

A preparação da NATO/OTAN para a guerra contra a Rússia, designada como ‘Operation Atlantic Resolve = Determinação da Operação Atlântico ‘, está em pleno andamento. 2.000 tanques dos EUA serão enviados nos próximos dias da Alemanha para a Europa Oriental e 1.600 tanques americanos estão a ser distribuídos nas instalações de armazenamento na Holanda. Ao mesmo tempo, os países da NATO/OTAN estão a enviar milhares de soldados para as fronteiras russas.

De acordo com o Exército Americano na Europa 4.000 soldados e 2.000 tanques irão chegar em três navios de transporte dos EUA à Alemanha no próximo fim de semana. De Bremerhaven, tropas dos EUA e enorme quantidade de material militar, serão transportados para a Polónia e outros países da Europa Central e Oriental.

Os Estados Unidos estão a enviar para as fronteiras da Rússia, a 3 ª Brigada da 4 ª Divisão de Infantaria. No total, mais de 2.500 peças de carga estão a ser enviadas para a Alemanha, onde serão descarregadas no período de 6 a 8 de Janeiro. O material militar e tropas dos EUA continuarão para a Polónia, de caminho de ferro e como comboio militar. Um enorme destacamento militar dos EUA deve estar pronto até 20 de Janeiro.

“Cerca de 900 carros com material militar serão transportados de comboio de Bremerhaven para a Polónia. Há também cerca de 600 peças de carga que serão transportadas de comboio para a Polónia do campo de treino militar em Bergen-Hohne. Cerca de 40 veículos irão viajar directamente pela estrada de Bremerhaven para a Polónia “, informou o departamento de imprensa da Bundeswehr.

“Três anos depois dos últimos tanques americanos deixaram o continente, precisamos de recuperá-los”, disse o tenente-general Frederick “Ben” Hodges, comandante das forças americanas na Europa.

Ele fez esta declaração durante uma visita à Escola de Logística da Bundeswehr em Garlstedt, na Baixa Saxónia. Disse aos jornalistas que as medidas eram uma “resposta à invasão da Ucrânia pela Rússia e à anexação ilegal da Crimeia”.

Enquanto a NATO se prepara para a guerra contra a Rússia, Hodges confundiu todos e acusou a Rússia de se preparar para a guerra. “Isso não significa, necessariamente, que haja uma guerra, nada disso é inevitável, mas Moscovo está a preparar-se para essa possibilidade”, disse Hodges.

Na escalada perigosa contra a Rússia, com armas nucleares, que faz surgir o perigo de uma Terceira Guerra Mundial, a Bundeswehr alemã está a desempenhar um papel central. “Sem o apoio do Exército alemão, não podemos ir a lado nenhum”, disse Hodges durante uma visita ao Serviço de Apoio Conjunto da Bundeswehr.

A Alemanha, que invadiu a Europa Oriental na guerra de extermínio há 75 anos, está a preparar-se para enviar tropas de combate para os países bálticos. Em Janeiro, enviará 26 tanques, 100 outros veículos e 120 contentores serão transportados de comboio para a Lituânia. A Alemanha enviará o 122º Batalhão de Infantaria.

Ao mesmo tempo, um total de 1.600 veículos de combate dos EUA deverão ser armazenados num complexo de seis armazéns, na vila a sudeste de Eygelshoven, perto das fronteiras belga e alemã. A instalação de Eygelshoven foi aberta originalmente em 1985 durante a Guerra Fria, quando foi usada pelas tropas dos EUA para praticar treinos em caso de um possível ataque soviético, escreveu RT News.

Tanques Abrams, Carros de Combate Bradley e artilharia Paladin já começaram a chegar e fazem parte de um esquema aprovado pelo Congresso dos Estados Unidos de 3,4 biliões de dólares para aumentar a capacidade militar da NATO/OTAN na Europa. Instalações de armazenamento também devem  ser reabertas na Polónia, na Bélgica e na Alemanha.

A fonte original deste artigo é Donbass International News Agency

Copyright © Donbass International News Agency e Prof Michel ChossudovskyDonbass International News Agency, 2017

Tradutora: Maria Luísa de Vasconcellos

Email: luisavasconcellos 2012@gmail.com

  • George G. Junior

    Se a Rússia com seu maior arsenal atômico do mundo, lançar alguns mísseis na NATO, já era!!!… Adeus EUA e Europa imperialista!!!!!!