RÉSEAU VOLTAIRE — Últimas notícias sobre o possível ataque ocidental à Síria

 

 
REDE VOLTAIRE | 11 DE ABRIL DE 2018
 
 
Acontecimentos
ocorridos em 11 de Abril de 2018
A
Organização Mundial de Saúde (OMS) exigiu acesso imediato às vítimas do alegado ataque químico de Guta. Segundo os Capacetes Brancos, as vítimas civis seriam mais de 500.
 
• A Agência Europeia da Segurança da Aérea (EASA) informou as empresas que operam na Europa, de possíveis mísseis de cruzeiro em direcção à Síria, dentro de 72 horas. A maioria das empresas está a mudar os planos de voo para Israel, Líbano e Chipre.
 
O Presidente Donald Trump escreveu no Twitter: “A Rússia jura abater qualquer míssil disparado contra a Síria. A Rússia que se prepare, porque eles estão a chegar, belos, novos e ‘inteligentes’. Vocês não se deviam  associar a um Animal que Mata com Gás, que mata o seu povo e regozija-se com isso.”
 
Um dos quatro aviões americanos do “Juízo Final” levanta voo. Estes aviões são concebidos para transportar o Presidente para um local e, o governo militar alternativo, para outra região, no caso de risco de guerra nuclear.
 
Ao mesmo tempo que a Organização para a Proibição de Armas Químicas (OPAQ) anunciava que, em breve, enviará inspectores ao leste de Guta, a porta-voz do Ministério das Negócios Estrangeiros da Rússia, Maria Zakharova, ironizou sobre a possível destruição de todas as provas desta manipulação ocidental, ao disparar mísseis sobre a Síria.
 
•. O Primeiro Ministro turco, Binali Yıldırım, pôs em causa a atitude dos Estados Unidos e da Rússia, ameaçando-se mutuamente sobre uma possível intervenção na Síria.
 
O Exército Árabe Sírio evacua os principais aeroportos e bases aéreas militares do país.
 
O exército russo anuncia que a situação na Duma, está estabilizada. Os últimos jihadistas estão a deslocar-se em direcção ao Idleb, de acordo com os acordos concluídos. Uma unidade da polícia militar russa será instalada na área, amanhã, a fim de garantir a segurança dos civis.
 
•  No final da conferência de imprensa do exército russo, o general Viktor Poznikhir acusou os Capacetes Brancos de terem encenado o falso ataque químico de Guta.
 
Num discurso transmitido pela televisão, o Presidente Vladimir Putin, declarou: “A situação no mundo está a tornar-se cada vez mais caótica. No entanto, esperamos que o bom senso acabe por prevalecer, que as relações internacionais tomem uma direcção construtiva e que o sistema mundial se torne mais estável e previsível”.
 
A Primeira Ministra britânica, Theresa May, diz que “tudo aponta para a responsabilidade do regime sírio” no suposto ataque químico a Guta.
 
• O Secretário de Defesa dos EUA, General James Mattis, diz que o Pentágono está pronto. No entanto, ainda está a avaliar o suposto ataque químico de Guta.
 
De visita a Damasco, o Conselheiro do Guia  da Revolução iraniano e antigo Ministro dos Negócios Estrangeiros, Ali Akbar Velayati, anunciou que o Irão está ao lado da Síria, perante qualquer agressão estrangeira.
 
A Organização para a Proibição de Armas Químicas (OPCW), reunir-se-á na próxima segunda-feira, a fim de deliberar sobre o alegado ataque químico em Guta.
 
O Presidente Vladimir Putin telefonou ao Primeiro Ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, pedindo-lhe que se abstenha de qualquer iniciativa que possa prejudicar a estabilidade da região.
 

Tradutora: Maria Luísa de Vasconcellos

www.voltairenet.org/article200638.html